Cartas a Lula: você escreveu a sua?

 


Dia 7 de maio fez um mês da prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Há mais de 30 dias está preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba o melhor e maior presidente que a República brasileira conheceu.

Os crimes de Lula todos conhecem: retirou milhões da miséria e da pobreza; implantou programas sociais que elevaram o nível econômico de milhões de brasileiros que antes não tinham acesso a emprego, à educação, à saúde, à moradia, para citarmos apenas algumas políticas públicas. Não há crime e não há provas, pois Lula não cometeu nenhum ilícito durante a sua vida. As elites não o perdoaram e o confinaram a uma cela. No entanto, não prenderam as ideais e as esperanças que Lula representa para o povo brasileiro.

Todos se comunicam com Lula pelas suas ideias, por meio de atos e manifestações pelo Brasil e mundo afora. Mas, também, a carta passa a ser um meio de comunicação entre o presidente e o povo que tanto o admira.

Por isso, a Liderança do PT na Câmara publicou as cartas enviadas a Lula pelos parlamentares petistas. Da mesma forma que convida você a escrever Cartas a Lula e endereçá-las ao Instituto Lula, no seguinte endereço:
R. Pouso Alegre, 21 - Ipiranga, São Paulo - SP, 04261-030
Lula ficará feliz com o seu carinho externado através de uma carta.
(Ascom da Liderança do PT na Câmara dos Deputados)

[CARTA DO DEP. VICENTE CÂNDIDO - PT-SP]
SÃO PAULO, 03 DE MAIO DE 2018

Eleição sem Lula não é só fraude, é sem emoção, sem sentido. É um vazio, para nós e para o povo brasileiro. Por isso, meu querido companheiro e amigo, sua presença física nos faz imensa falta, mas suas ideias - que são nossas ideias - estão cada vez mais vivas na nossa luta diária, junto com o grito de Lula Livre, que ecoa por todo o país levando a mensagem de que “jamais poderão aprisionar nossos sonhos”.

Desde sua prisão política suas pernas são, sim, as nossas pernas e seu coração bate no peito de cada um de nós. Somos vários Lulas e isso nos dá mais força para perseverar pela justiça.

Você sabe que pode contar comigo, meu companheiro, não estou aí encarcerado, onde pensaram que aprisionariam e conteriam nossos sonhos, mas sou um soldado na luta pelo restabelecimento da democracia no nosso país.

Querido amigo, já passamos tantas alegrias e dificuldades juntos, não é? Há quase 40 anos tive a felicidade de te conhecer, de estar lado a lado contigo na construção do nosso partido, de um projeto de país melhor para o nosso povo. Estávamos seguindo esse caminho, mas tentaram ceifar nossa luta por um país com mais solidariedade, igualdade e justiça. Mal sabem eles que brotamos sempre e que estamos sempre vivos, porque somos muitos.

Mais do que nunca a luta por justiça se faz necessária, esse é o maior desafio de agora: a justiça para você - meu companheiro - justiça para nós, justiça para o povo brasileiro. Por isso, não baixaremos nossas cabeças. Nosso couro é curtido na lida da luta. Não adianta prender um de nós, somos todos portadores de ideias. Suas ideias são nossas ideias e não descansaremos até a sua liberdade, que é a nossa liberdade.

Meu companheiro, irmão querido, seguimos aqui fora na resistência pela democracia, pelos direitos do povo brasileiro, por Lula Livre.

Abraço fraternal e cheio de esperança!
Vicente Cândido